O supply chain como novo modelo de projeção para as empresas na pandemia

O supply chain como novo modelo de projeção para as empresas na pandemia

A pandemia do novo coronavírus trouxe um mau tempo para economia, e ao mesmo tempo, um momento de renovação para todos o campo do comércio, e com as áreas empresariais não seria diferente, principal ente observando as drásticas mudanças no modelo de consumo.

Novos hábitos de consumo

Você sabia que 23,4% da população brasileira fez compras para estoque e que 28% também têm intenção de adotar essa medida? De acordo com a HSR Researchers, empresa especialista em pesquisas, esse número ainda tende a crescer, tendo em vista 76,6% da população ainda não havia feito compras nesse intuito, e dada a crise que se instala no país, existe uma tendência que isso ocorra.

A crise que está sendo vivenciada anula quaisquer tipos de previsão de consumo baseadas em um histórico. Tudo é possível, logo, realmente é momento para se reinventar.

A alta demanda por produtos, especialmente os não perecíveis, exige da indústria um novo modelo de gestão de estoques, inclusive a adoção do cross- docking, conceito de operação logística que acelera o fluxo de mercadorias, reduz os custos por condensar cargas e, principalmente, dispensa armazenagem.

Conheça o Supply Chain

Para que essas estratégias tenham um bom resultado é interessante prever as demandas usando ferramentas de planejamento avançado que permitam vislumbrar as possíveis mudanças de forma flexível e ágil. Essas soluções são qualidades da ferramenta Supply Chain que oferece um mapeamento dos produtos, demanda e estoque para que as equipes adiem suas atividades corriqueiras e mantenham seu foco na demanda necessária no momento.

A expressão significa cadeia de suprimentos, e tendo em vista a sua funcionalidade, é possível afirmar que seu nome é bastante condizente. Trata-se do gerenciamento de sua rede logística interligada que compreende desde a matéria prima até o consumidor final, representando todas as atividades de compra dos insumos ou produtos, transporte, armazenamento, transformação, embalagem, gerenciamento interno, venda e distribuição aos clientes, trabalhando para que a oferta supra as demandas, barrando a insatisfação do cliente em resposta a alguma possível falta do produto e ainda, mantenha a organização do estoque.

Não se trata de um prejuízo

Apesar de o mercado estar enfrentando uma crise, tais momentos são essenciais para que novas ações sejam implementadas aos negócios de maneira que fluam com maior agilidade, se adaptando aos novos modelos de compra que com ou sem pandemias são reestruturados de tempos em tempos, sendo assim, esses momentos difíceis também representam evolução nos modelos de negócio e aproveitamento das novidades do mercado que, muitas vezes levado pela linearidade de momentos estáveis, não consegue conhecer.

O momento é ideal para a renovação, para aprender mais sobre o mercado, sobre o público consumidor, sobre as ferramentas disponíveis e todas as oportunidades que muitas vezes a tranquilidade não permite enxergar.

Renove o seu conhecimento! Quer aprender mais sobre o Supply Chain e várias outras ferramentas revolucionárias para o mercado empreendedor? Faça MBA no Instituto Monte Pascoal. A pós graduação em Empreendedorismo, Gestão e Inovação tem tudo o que você precisa para se atualizar no novo mercado. 

ANTERIOR