A psicologia para a pedagogia: saiba qual é a importância

A psicologia para a pedagogia: saiba qual é a importância

O papel desempenhado pelos profissionais da educação são de extrema importância não só para formação e alfabetização dos alunos, mas, para seu desenvolvimento educacional. O que muitos não sabem é que a psicologia pode atuar em conjunto com os professores para auxiliar o progresso dos alunos (as) e melhorar sua forma de aprendizagem, principalmente de quem possui algumas dificuldades em sala de aula.

De acordo com a psicóloga, Thalita Soares Agati, a psicologia dentro da área da educação tem a importância de colaborar assertivamente com o processo de ensino-aprendizagem permitindo que o discente reflita, análise, avalie e redimensione todas as suas capacidades e potencialidades, direitos e deveres, erros e acertos, assim como suas ações.

Além disso, Thalita explica de que maneira os profissionais da psicologia podem atuar nas instituições de ensino. Segundo ela os (as) psicólogos (as) podem atuar promovendo a adaptação ao momento vivido; legitimando e validando os sentimentos e emoções; desenvolvendo estratégias de enfrentamento adequadas; otimizando o tempo de estudo; proporcionando automotivação; psico educando para a vida; orientando para estudos; oferecendo apoio e suporte emocional, dentre outros serviços.

"Todas as instituições de ensino deveriam ter psicólogo, pois esse profissional especializado consegue oferecer suporte necessário para que a relação na tríade instituição de ensino-professor-aluno seja mediada e facilitada, para que a caminhada do aluno no processo ensino-aprendizagem seja proporcionada de maneira mais positiva e otimista, além de um olhar para a promoção ao bem-estar integral do aluno e do professor" recomenda a psicóloga.

Já em relação aos alunos e alunas que possuem déficit de atenção e hiperatividade, fatores que interferem no processo de aprendizagem, Thalita explica que dentro da psicologia há testes validados para ajudar no fechamento do diagnóstico e colaborar com o acompanhamento psicológico destes alunos. "É imprescindível que o psicólogo proponha atividades, estratégias, desafios e aprendizagem para promover a inclusão e evolução destes alunos acompanhando a possível melhora ou piora devido aos transtornos" esclarece.

De acordo com o ponto de vista de Cláudio José da Silva Ávila, professor da rede pública de ensino há 18 anos, a presença dos psicólogos na educação é de suma importância e todas as instituições de ensino privadas ou públicas deveriam ter. "Iria ter um retorno imenso para nós profissionais porque seria mais fácil trabalhar com os alunos estando com um ‘emocional mais saudável’. Até mesmo os professores, com esse profissional [psicólogo] na escola os professores poderiam conversar com ele porque hoje a questão emocional dos professores também é muito abalada porque trabalhar com pessoas abala o psicológico. Sendo assim, deveria ter psicólogo na escola".     

Com a ausência de profissionais da psicologia o professor Cláudio explica que na rede pública, na qual, ele atua para lidar com os alunos que possuem déficit de atenção, hiperatividade ou autismo há um profissional de apoio nas salas de aula que possui qualificação em ensino inclusivo. O trabalho desse profissional é adaptar as atividades das aulas e transformar em uma linguagem adequada para aquela necessidade especial do (a) aluno (a).

Cláudio, finaliza dizendo que o psicólogo facilitaria o trabalho dos profissionais da pedagogia e acredita que esses profissionais deveriam ter uma sala para atendimento nas redes de ensino para que os estudantes tivessem esse apoio psicológico na área da educação.

Se você atua na área da psicologia ou da pedagogia e sente que precisa se especializar para ampliar seu conhecimento e se posicionar melhor no mercado de trabalho, então, conheça as especializações do Instituto Monte Pascoal. Aperfeiçoe suas técnicas profissionais e se torne referência em sua área de atuação.

Fonte: Thalita Soares Agati CRP: 8094/09 e Cláudio José da Silva Ávila

ANTERIOR